a xanela malva e a cerdeira

un hábitat condenado a morte polo ladrillo

auga amiga auga traidora

 _dsc2703.jpg

auga que calma a sede auga que molla a pel auga do rio cristaiña auga nas ondas salgadas do mar auga vida auga choiva auga que rega a horta auga transparente auga fresca auga no brillo dos teus ollos auga leda das fervenzas auga que apaga o lume auga amiga.

auga non desexada que fura e destrue auga que anega auga que arroia e afoga auga traidora.

Agosto 7, 2007 - Posted by | cerdeira

Ainda sem comentários.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

<span>%d</span> bloggers like this: