a xanela malva e a cerdeira

un hábitat condenado a morte polo ladrillo

o meu cuarto

a cerdeira verde os xeránios a maceta amarela tras do cristal da xanela malva a lámpada de papel rosaeverde enriba da mesa chea de cousas e roupa a máscara africana a música e os libros da estanteria negra as chupas penduradas na porta xunto ao cartaz de casinodeparisfeminissima abrindo as portas de corredeira cara ás tres postais tamén de paris violonchelo-xitaniña-fotógrafo nós os tres sempre o espácio para o armário o corcho cos recordos a tela da índia máis libros a cama con maladie d´amour nastassiakinski máis libros e de novo a corredeira para sair ao sofá por baixo do foco o cocidodelalín máis libros e a foto de saavedra co confesionário a cabeza de pedra baixo da foto do chapapote a escaleira negra chea de plantas e de novo a xanela malva a maceta amarela os xeránios e a cerdeira verde e os corvos e no centro de todo mundobabel.

Fevereiro 16, 2008 - Posted by | cerdeira

Ainda sem comentários.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

<span>%d</span> bloggers like this: